Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
Miguelópolis SP

Faltando menos de dois meses para acabar, só 57,17% dos eleitores fizeram a biometria em Miguelópolis

Publicada em 08/02/18 as 09:38h - 29 visualizações

por TRIBUNA DE ITUVERAVA E SITE TRE/SP


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: TRIBUNA DE ITUVERAVA E SITE TRE/SP)
A biometria é uma tecnologia que está sendo adotada pela Justiça Eleitoral desde 2008

O Colégio Eleitoral de Miguelópolis é de 16.850 pessoas. De acordo com o último relatório do site TSE (Tribunal Regional Eleitoral), 9.633 eleitores já fizeram a biometria, restando ainda 7.217. Em Miguelópolis o cadastramento é obrigatório para as eleições este ano, já outras cidades e todo o Brasil é até 2020. Cidades na região como Guará e Pedregulho já estão com biometria obrigatória para esse ano também. 

Em Guará, são 15.428 eleitores, sendo que 10.335 já fizeram a biometria, ou seja, 66,99% dos eleitores. Nas cidades de Guaíra e Ituverava ainda não é obrigatória a biometria, mas, muitas pessoas já estão procurando o Cartório Eleitoral. Guaíra possui 29.648 eleitores, destes, 10.293 já fizeram a biometria, ou seja, 34,72% dos eleitores. Em Ituverava tem 29.654 eleitores, sendo que 9.973 já fizeram a biometria, ou seja, 33,63% dos eleitores.        

O CADASTRAMENTO 

Em Miguelópolis o cadastramento biométrico só pode ser realizado no Cartório Eleitoral, na AV. Álvaro da Cunha Barros, 1069, Jardim Paulista. Telefone: 3835 3660. Aberto das 12h às 18h - de segunda a sexta-feira, e previamente agendado pelo site www.tre-sp.jus.br. São necessários os seguintes documentos: identidade (RG, CNH, Carteira de Trabalho, Carteira Profissional, dentre outros definidos em lei); comprovante de residência (conta de luz, água, telefone, boleto de IPTU, contrato de aluguel, dentre outros definidos pelo Juiz Eleitoral).

É necessário o comprovante de quitação com o serviço militar para homens com mais de 18 anos, que irão requerer a primeira via do título. A CNH e o passaporte não são aceitos como documento de identificação para o alistamento, ou seja, para emissão do primeiro título de eleitor.

MAIS VELHOS 

Eleitor com mais de 70 anos deve cadastrar suas digitais se tiver a intenção de votar nas eleições de 2018. Caso não se cadastre, o seu título será cancelado e não poderá votar. Como o voto para ele é facultativo, o cancelamento do título é a única conseqüência. O fato de o eleitor realizar o cadastramento biométrico, não significa que poderá votar em qualquer local. Cada eleitor só consegue votar na sua Zona e Sessão eleitoral determinados no Título de Eleitor.

CALENDÁRIO DAS ELEIÇÕES 

*Dia 5 de março — Último dia para o TSE divulgar as instruções das eleições de 2018;

*Dia 7 de abril — Fim do prazo de exoneração de ministros e licenciamento de prefeitos, governadores e presidente para as eleições, fim da janela partidária;

*Dia 10 de abril — Último dia para conceder aumento salarial para servidores públicos; depois disso, só após a posse dos candidatos eleitos;

*Dia 5 de maio — Último dia para agendar o atendimento e requerer a transferência ou revisão do título de eleitor; os atendimentos propriamente ditos se encerram no dia 9;

*Dia 5 de julho — Início das campanhas intrapartidárias para escolha dos candidatos;

*De 20 de julho a 5 de agosto — Prazo para os partidos e coligações escolherem seus candidatos às disputas eleitorais;

*Dia 15 de agosto — Data limite para os partidos e coligações registrarem seus candidatos nos cartórios eleitorais, até as 19h;

*De 16 de agosto a 2 de outubro — permissão da propaganda eleitoral para o primeiro turno;

*De 31 de agosto a 29 de setembro — Propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV;

*Dia 2 de outubro — A partir dessa data e até o dia da eleição, nenhum eleitor pode ser preso, exceto em flagrante;

*Dia 6 de outubro — Limite para uso de carros de som, distribuição de santinhos, caminhadas e carreatas, até as 22h;

*Dia 7 de outubro — Primeiro turno das eleições;

*Dia 8 de outubro a 27 de outubro — Permissão da propaganda eleitoral para o segundo turno (a propaganda gratuita se encerra um dia antes, em 26 de outubro);

*Dia 28 de outubro — Segundo turno das eleições em cidade com mais de 200 mil eleitores. 

SAIBA O QUE É VERDADE E O QUE É BOATO SOBRE A BIOMETRIA  
  
Com a aproximação da eleição de 2018, uma onda de informações falsas sobre o sistema de identificação do eleitor por meio de digitais - biometria - começou a ser disseminada nas redes sociais. Uma corrente de Whatsapp viralizou com informações sobre as punições que seriam aplicadas ao eleitor que não realizasse o cadastramento biométrico: eram prazos, multas, e penalidades que, na realidade, não existem.
No Facebook, usuários compartilharam a "informação" de que quem não fizesse o cadastro biométrico teria a carteira de motorista suspensa - mais um boato.

As notícias falsas sobre o sistema biométrico encontraram cenário favorável para se proliferarem na internet: muitas pessoas não sabem se precisam ou não atualizar o cadastro eleitoral e nem qual o prazo para isso.
O TSE (Tribunal Superior Eleitoral), de fato, cancela o título de eleitor dos cidadãos que não realizarem o cadastramento biométrico dentro do prazo estipulado para sua cidade. As punições decorrentes desse eventual cancelamento de título, no entanto, são mais leves do que as divulgadas por notícias falsas em alguns grupos de internet.

TÍTULO CANCELADO 

Caso o prazo de cadastramento tenha passado sem que o eleitor tenha feito a atualização, é necessário realizar outro procedimento para revogar o cancelamento do título, regularizando sua situação junto à Justiça Eleitoral.
Quem estiver com o título de eleitor cancelado por não ter realizado o cadastro biométrico tem até o dia 9 de maio de 2018 para resolver o problema. Para isso, o eleitor deve pagar uma multa de R$ 3,51 - o boleto é gerado no site do TSE, e agendar o atendimento em um cartório ou posto eleitoral.

No atendimento, além de ter sua situação regularizada, o eleitor irá realizar o cadastro de identificação biométrica. Até que o procedimento de quitação eleitoral seja cumprido, o cidadão fica impedido de: tirar novo passaporte ou RG no caso de funcionários públicos, receber o salário tomar posse de cargo público renovar matrícula em instituição de ensino superior realizar empréstimos em bancos públicos ou de economia mista. 



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (17) 9 8110-4506

Copyright (c) 2018 - Jornal do Cidadão Online Noticias de Barretos e Região - jornaldocidadaoregional@gmail.com Noticias de Barretos Região Diretor Responsável André Luiz Jurídico Dr. Daniel Santos OAB/SP 333.364