Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
Saúde

Campanha de vacinação segue até 1º de Junho

Publicada em 23/05/18 às 11:52h

por gcn.net.br.


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Jornal do Cidadão Regional)
Só 26,43% das crianças foram vacinadas. 
  
Encerra dia 1º de junho, a campanha de vacinação contra a gripe em todo Estado de São Paulo. Mas os dados são preocupantes, apenas 26,43% das crianças foram vacinadas, professores apenas 20,06%, gestantes 45,86%, idosos 61,48%, trabalhadores da saúde 84,22%, já puérperas atingiu a meta, ou seja, 100%. As mães, pais precisam se movimentar e levarem seus filhos para vacinarem, a vacinação é muito importante e o prazo se finda dia 1 de junho, restam poucos dias. A vacinação é um ato de amor!  

Apesar do artigo 14 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) estabelecer a obrigatoriedade da vacinação como parte de bons tratos para com a criança, não há punição prevista para pais que não vacinem os seus filhos. Mas existem mecanismos que forçam a prática, como vincular o recebimento de benefícios como o Bolsa Família à regularidade da carteira de vacinação. No limite, os médicos e a escola também podem acionar o Conselho Tutelar em casos em que a criança não é imunizada.

A vacina de 2018, atendendo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), irá prevenir a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B. Em Miguelópolis, os atendimentos são prestados no Centro de Saúde, na Avenida Francisco Antônio de Freitas - centro. O horário habitual da sala de vacinação é das 8 às 16 horas. 

DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO 

A campanha está sendo realizada por etapas, trabalhadores de saúde e pessoas com mais de 60 anos e indígenas tiveram prioridades na imunização. Depois receberam as doses crianças com idade maior que nove meses e menor que 5 anos, gestantes e puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto). Para pacientes diagnosticados com doenças crônicas, professores e outros, a campanha começou no dia 9 de maio. O cronograma atende orientação do Ministério da Saúde.

Para se imunizar, os profissionais da saúde deverão apresentar o crachá e/ou documento que comprove profissão; os professores poderão apresentar crachá ou holerite e os portadores de doenças crônicas devem apresentar indicação médica. A Secretaria orienta que todos apresentem também a Carteira de Vacinação. O "Dia D" de vacinação foi realizado no dia 12 de maio, das 8 às 17 horas no Centro de Saúde.  
Contraindicação

A vacina é contraindicada para pessoas que possuem alergia grave a ovo, pessoas com história de reação anafilática prévia, assim como a qualquer componente da vacina e em pessoas que apresentaram reações graves a doses anteriores. 





Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (17) 98110-4506

Copyright (c) 2018 - Jornal do Cidadão Regional